Qual a iluminação ideal para a sua casa? Descubra agora!

Luminna PlanejadosNovidadesComentar

Cada cômodo tem uma necessidade e, consequentemente, a iluminação costuma mudar de acordo com o ambiente. Saiba qual tipo de luz escolher sem erros!

Pensar em uma boa iluminação é fundamental para qualquer ambiente. Afinal, é preciso aliar funcionalidade e bom gosto para que as luzes não sejam apenas bonitas, mas também sirvam de forma prática ao longo do dia.

Mas como fazer essa conciliação? Como pensar em estratégias para escolher o tipo de iluminação ideal para cada cômodo, considerando que eles têm suas respectivas necessidades? Tudo isso pode parecer complexo, mas não se preocupe! Preparamos um guia completo para que você entenda exatamente como fazer a iluminação da sua casa sem deixar nenhum detalhe de fora. Confira!

Quando definir a iluminação da casa?

Se você está na etapa inicial de construção ou reforma da sua casa, este é o momento ideal para definir todo o projeto de iluminação do ambiente. Como mencionamos anteriormente, é essencial pensar em cada cômodo em duas perspectivas: a primeira é individual, considerando as necessidades específicas daquele espaço; a segunda é coletiva, ou seja, todo o sistema luminotécnico deve estar conectado para que não dê a impressão de que cada ambiente possui uma ideia diferente e tudo fique avulso no final.

Além disso, fazer o planejamento logo no início da construção ou reforma de casa é interessante porque evita gastos desnecessários. Existe mais tempo para pensar em alternativas viáveis e garantir que as escolhas feitas são realmente as melhores.

Tipos de luz

Pensando nas necessidades de cada cômodo, é essencial ter conhecimento sobre os tipos de luz para não fazer uma escolha errada. Isso afeta diretamente o bem estar dos moradores, já que uma iluminação mal feita pode gerar grande desconforto ao longo do tempo.

Os principais tipos de luz são:

  • Difusa: conhecida por ser suave e evitar sombras incômodas, este efeito pode ser alcançado com luminárias do tipo arandelas ou plafons, mais lâmpadas em vidro leitoso também são uma alternativa viável.
  • Direta: ideal para quem quer dar destaque a alguma parte da casa, como um objeto decorativo, por exemplo, ou até mesmo um local de estudos. Luminárias indicadas: spots, luminárias de mesa e lâmpadas dicróicas.
  • Indireta: perfeita para quem preza por um ambiente mais suave e confortável. Pode ser aplicado direto no rebaixamento de gesso ou no forro do teto. É intimista e confortável aos olhos.

Tipos de lâmpadas

Não são só os tipos de luz que devem ser levados em consideração no momento de planejar o projeto luminotécnico. Os tipos de lâmpadas também são capazes de contribuir fortemente com as necessidades de cada cômodo.

Por exemplo, as lâmpadas incandescentes são bem populares nas casas, mas a tendência é que elas sejam substituídas com frequência, já que consomem muita energia e ainda geram bastante calor.

Falando em gasto de energia, é importante mencionar as lâmpadas fluorescentes, já que elas evitam exatamente esse tipo de desperdício. São ótimas porque oferecem alto desempenho e versatilidade, pois podem estar em plafons, luminárias ou até mesmo de forma embutida nos rebaixamentos do teto.

Por fim, mas não menos importante, estão as lâmpadas LED. Modernas, com baixo consumo de energia e respeitosas com a natureza, elas têm mostrado cada vez mais destaque na atualidade. Sem dúvida, uma escolha incrível pois une funcionalidade e eficiência em um só lugar.

Iluminação ideal para cada ambiente

Agora que você já conhece os diferentes tipos de luz e lâmpadas, é preciso pensar em como aplicá-los na prática a cada ambiente da casa. Veja a seguir como isso pode ser feito!

Cozinha e lavanderia

Por serem ambientes práticos, onde muitas tarefas cotidianas são realizadas, é importante pensar em uma iluminação que seja leve para não cansar a visão. Além disso, como o consumo é alto nessas situações, é importante também que seja uma escolha econômica para não resultar em altos gastos.

Para a cozinha e lavanderia, nossa recomendação é a lâmpada de LED. Ela é forte e consome menos energia, sendo o combo perfeito para os cômodos.

Sala de estar

Aqui o importante é pensar em conforto e suavidade, um ambiente tranquilo. Para isso, o ideal é investir em luz indireta por meio de lustres e abajures — além de práticos também são lindos!

A luz indireta também é ótima para destacar algum ponto da sala, como quadros ou plantas, por exemplo.

Escritório

Se você passa muito tempo no computador, algo comum para quem usa o escritório, é essencial investir em uma iluminação forte que não canse a visão. No entanto, caso a prioridade seja a leitura, dê preferência a algo mais suave, como luminárias de piso, por exemplo.

Quarto

O conforto aqui também entra como prioridade, por isso apostar em luminárias e abajures, podem ser a escolha certa. Além disso, o dimmer, capaz de controlar a intensidade da luz, também pode ser ótimo para alternar o ambiente de acordo com a necessidade do momento.

Banheiro

Aqui existem duas alternativas principais: a iluminação direta, ideal para quem usa o banheiro para se arrumar e fazer maquiagem, por exemplo, e a iluminação indireta para quem prefere relaxar no banho.

A iluminação secundária com lâmpadas em diferentes intensidades é uma ótima opção.

Conheça a Luminna Planejados

A Luminna Planejados já atua no mercado de móveis de São Paulo há mais de 25 anos. Os diferenciais passam pelos cinco anos de garantia oferecidos para clientes e a disponibilização de uma equipe própria de montagem e instalação. Além disso, os móveis planejados possuem o design e a durabilidade de materiais 100% MDF com cores exclusivas de móveis e vidros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.